Portefólio de psicologia 12ºano

06
Mar 08
Do Desejo ao Feto:
Nesta primeira parte do documentário, retrata a fase "antes" do nascimento da criança. Começa por referir a forma como os futuros progenitores se conheceram, e evolui até à preparação destes para o nascimento de um filho. Ainda nesta fase, faz-se referencia ainda à formação do feto, à herança genética que passa dos progenitores para o feto e ainda à sua adaptação ao útero materno.
O Despertar dos Sentidos
Nesta segunda fase iniciam-se as interacções entre mãe e bebé. Criam-se ainda os neurónios e as ligações cerebrais no feto.  A placenta, que funciona como filtro para as bactérias, mostra a sua incapacidade de cumprir a sua função perante as investidas lançadas por toxinas como o fumo ou o alcool. Este último é extremamente nocivo para a criança, uma vez que pode provocar má nutrição, anorexia e deformações. Começam também, nesta fase do desenvolvimento, a despertar os sentidos, começando pelo tacto. Ás 24 semanas o feto começa a ser sensível á dor, mas o facto de estar dentro do líquido ameniótico protege-o dos choques. Ao 4º mês, iniciam-se as interacções da mãe com o bebé. Ao 5º mês passa a ser possível determinar qual o sexo do bebé. Desenvolvem-se também o paladar e o olfacto. Desenvolve-se ainda o sistema neuronal. Ao sexto mês a audição coça a desenvolver-se. Inicialmente, o feto recebe as informações auditivas pelas ondas que embatem na barriga da mãe e ao longo do tempo vai aumentando a sensibilidade até que no oitavo ou nono mês, em que o sistema auditivo se encontra suficientemente maduro. O bebé reconhece a voz da mãe e mais tarde reconhece a linguagem e consegue captar emoções através dela. Após o 7º mês, procura saber-se, qual a posição do feto dentro do útero materno. Nesta fase, o feto abre os olhos que na maioria dos casos, nesta fase, são azuis.
A Hora do Nascimento
É no último trimestre que se dão as últimas etapas do desenvolvimento do feto. Os pulmões ficam amadurecem e a mãe começa a sentir-se mentalmente preparada para o nascimento do filho. A nível físico, visita ainda a maternidade onde o seu filho verá pela primeira vez a luz, e frequenta aulas de preparação para o parto. No nascimento, os pulmões do bebé ainda não estão prontos e só estarão dentro de 32 semanas. É comum ver o obstetra a fazer o bebé chorar mal nasce. Acontece para dilatar os pulmões e fazer trocas gasosas. Dependendo da maneira como a mãe lida com o stress, o bebé pode vir a sofre ou não. Ao sentir a mãe a controlar o stress, o bebé aprende também a controlar as emoções. A influência da mãe é muito importante no desenvolvimento do bebé.
publicado por psicologiaxxi às 20:27

Março 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


arquivos
2008

2007

Música
PsicologiaXXI
Relógio: